nMentors

Geração de Energia Elétrica por Biomassa

Objetivo
Apresentar os principais conceitos e tecnologia de geração de energia elétrica por biomassa. Mostrar suas oportunidades de uso em diversos setores da economia. Apresentar sua participação na matriz energética nacional e as principais pesquisas na área. Apresentar casos práticos de uso e resultados obtidos.

Contexto
Biomassa é toda matéria orgânica (de origem animal ou vegetal) que pode ser utilizada na produção de energia. Uma das principais vantagens da biomassa é que, embora de eficiência reduzida, seu aproveitamento pode ser feito diretamente, através da combustão em fornos, caldeiras, etc. Para aumentar a eficiência do processo e reduzir impactos socioambientais, tem-se desenvolvido e aperfeiçoado tecnologias de conversão eficiente, como a gaseificação e a pirólise. Analisando as tecnologias de energias renováveis suficientemente maduras, a biomassa utilizada em processos com alta eficiência se destaca por possuir a flexibilidade de suprir energéticos tanto para a produção de energia elétrica quanto para a mobilidade no setor de transportes.

A médio e longo prazo, a exaustão de fontes não renováveis e as pressões ambientalistas acarretarão maior aproveitamento energético da biomassa. Atualmente, a biomassa vem sendo mais utilizada na geração de eletricidade, principalmente em sistemas de cogeração e no suprimento de eletricidade de comunidades isoladas da rede elétrica. No primeiro caso, destaca-se no Brasil o setor sucroalcooleiro.

Os tipos de biomassa residual existentes em maior quantidade no Brasil (por exemplo, bagaço de cana, casca de madeira, lixívia, palha) e as quantidades disponíveis por ano no local de uso definem as tecnologias comerciais disponíveis. Investimentos em tecnologia têm buscado aumentar a eficiência de conversão em sistemas de menor capacidade e reduzir custos de coleta e transporte da biomassa.

Podemos classificar a geração de energia por biomassa em três categorias:

  1. Geração em pequena escala (menor que 1 MW). Usados em locais de pequena concentração de biomassa. Os sistemas podem ser a vapor (alternativos, ou mesmo a turbina) ou utilizar gasificadores da biomassa acoplados a motores (Diesel ou Otto);

  2. Geração em escala média / grande (dezenas de MW) a partir de ciclos de vapor. As eficiências na conversão para energia elétrica são dependentes do nível de pressão utilizado e do uso de cogeração total ou parcial.

  3. Geração em escala média / grande (dezenas de MW) a partir de ciclos de gasificação / turbinas a gás. Essas tecnologias ainda não estão largamente difundidas no mundo. A expectativa é de que possam gerar energia a custos equivalentes aos dos ciclos convencionais a vapor, mas com maior eficiência (até duas vezes maior).

As principais oportunidades de uso da biomassa estão concentradas em alguns setores: cana de açúcar; celulose e papel, grãos e indústria da madeira. Entretanto, existe um grande potencial para plantações energéticas destinadas exclusivamente para a produção de biomassa.

Metodologia Didática
O curso foca as necessidades específicas da empresa contratante a partir de uma análise prévia dos objetivos empresariais. Nossa metodologia é orientada para resultados e transferência de conhecimento de especialistas com a adequação do conteúdo a realidade da empresa. Essa abordagem assegura o interesse e a aplicabilidade dos conhecimentos adquiridos. Estabelece também uma forma objetiva de medição de resultados.

O curso exige preparação prévia dos alunos para garantir maior produtividade no curso. Previamente é distribuído conteúdo multimídia para estudo à distância via Internet disponível no site da nMentors.

A carga horária é definida a partir das necessidades do cliente.